Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Bruxinha...

A Bruxinha...

Há tempos,ia eu, como habitué, pôr o comer à Kuka (minha cadela) e lá ia eu com o pratinho, toda pimposa.

O homem, estava a sair para ir trabalhar, nessa altura ainda "apanhava" o autocarro à porta de casa.

E pronto dou-lhe um beijinho de "até logo", já tinha posto o come à Kuka e estava na hora de vir lavar a louça e arrumar a cozinha (as nossas lidas domêsticas).

Venha a subir a escada, e tenho um pensamento peregrino, sim minha gente peregrino.

"Olha agora se deixa-se cair o prato, já não tinha que o lavar!" (isto só em pensamento)

Imaginem lá o que aconteceu a seguir???

Pois...

Tropecei no degrau seguinte e pumba, lá bati com a merda do prato na escada!

Não me aleijei, nem sei como...

Ora, pensamento rápido, bolas o autocarro está quase a chegar!

- Aleijaste-te??? (diz-me o homem, que tinha assistido à cena)

- NÃOOOO.

E toca apanhar os cacos por alto e ir pa dentro de casa, para a malta do autocarro (que me conhece), não me ver ali apanhar os cacos.

Refogiei-me a tempo! Ufa, mal encosto a porta, chega o autocarro.

Mas o pior ainda estava para vir, limpar as escadas TODAS e tirar a maldita que ficou ali agarrada, como se não ouvesse amanhã!

Tive de esfregar 500X com gordura, para a malvada sair.

E deste acontecimento, aprendi a lição, nada de pensamentos deste género!

Era mais simples ter lavado o prato, do que o partir, só o trabalhão que tive por o ter partido !

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.